O Sicredi lançou seu Relatório de Sustentabilidade 2021, que apresenta as principais ações e resultados obtidos ao longo do ano com base nos aspectos de ESG (ambientais, sociais e de governança, na sigla em inglês). As iniciativas reforçam a política de sustentabilidade da instituição e seu compromisso com o Pacto Global e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), em sinergia com o propósito de construir, juntamente com mais de 100 cooperativas, uma sociedade mais próspera.

 

“O nosso Relatório de Sustentabilidade 2021 evidencia a atuação em prol da agenda ESG e traz um senso de continuidade em mostrar como o modelo de negócio das cooperativas se configura como um impulsionador para o desenvolvimento das comunidades, por meio de iniciativas que facilitam a inclusão das pessoas e auxiliam na recuperação da economia local”, afirma Fernando Dall’Agnese, presidente do Conselho de Administração da SicrediPar.

 

Desenvolvimento Local

Entre os destaques da publicação estão os impactos positivos que a instituição gera nas comunidades em que atua. Fiel ao modelo de negócio cooperativo, o Sicredi promove o desenvolvimento local por meio do ciclo virtuoso, no qual os recursos captados permanecem na região de abrangência das cooperativas e são direcionados para operações de crédito de associados da mesma região. Em 2021, foram gastos R$ 850,7 milhões com fornecedores locais, o que representa 13,8% dos gastos totais com fornecedores no ano - incentivo direto à economia local. Em projetos de desenvolvimento local que estão ligados ao crédito, o Sicredi apoiou 28.077 micros e pequenas empresas por meio do Programa Nacional de Apoio a Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

 

Fonte: Sicredi